Plano de Negócios

Plano de negócios é o primeiro passo para quem deseja abrir uma empresa e se tornar empreendedor. Com essa ferramenta é possível reduzir a insegurança que todo mundo tem quando vai abrir um negócio, diminuindo a margem de erro durante toda a jornada e também aumentando a chance de ter uma empresa de sucesso.

O que é plano de negócios?

O plano de negócios é um documento por meio do qual você planeja o funcionamento do seu negócio.

Com os objetivos e as metas devidamente colocados no papel, é possível prever situações de risco que podem surgir ao longo do desenvolvimento da estratégia, analisando-as a fim de se prevenir, antes mesmo que elas apareçam na prática.

Com ele é possível fazer uma previsão se o empreendimento tem potencial para entrar no mercado de forma estruturada, com todos os detalhes operacionais, necessidades e objetivos bem traçados.

Ter um plano é estar preparado para conseguir oferecer um ótimo serviço ou produto. Sabendo que será vendido ou distribuído de forma consistente. Além disso, é possível reconhecer qualquer adversidade ou empecilho que apareça durante o trajeto.

O plano de negócios ajudará o empreendedor a saber se a ideia é viável. Além disso, auxiliará, também, na busca por informações mais detalhadas sobre o setor, produtos e/ou serviços que serão oferecidos, clientes, concorrentes e fornecedores. Um dos principais benefícios de elaborar um plano de negócios é descobrir os pontos fortes e fracos dessa nova ideia.

Por que criar um plano de negócios?

O plano de negócios ajuda a determinar a viabilidade da empresa, auxilia a detectar as particularidades do mercado. Possibilita ampliar a perspectiva do empreendimento para o médio e longo prazo. Assim, essa ferramenta, permite uma visão mais precisa das reais potencialidades de sua ideia.

Na cabeça do empreendedor, a ideia pode parecer tão atraente, que possíveis dificuldades talvez não fiquem tão aparentes. Sabe como o brilho excessivo ofusca a visão? É o que acontece nos negócios.

É importante entender que o trabalho não é tão simples e nada melhor do que o próprio empreendedor com auxílio de um especialista para mergulhar fundo na realidade do novo negócio.

Este documento é uma ferramenta importantíssima para se entrar num novo negócio com segurança, sabendo exatamente onde se está pisando. Ele mostra a viabilidade e define a estratégia do empreendimento, a fim de reduzir os riscos e aumentar as chances de sucesso do empreendedor. E ainda pode ajudar a criar um diferencial competitivo para o novo negócio, conhecer tendências de mercado e até facilitar a obtenção de empréstimos, financiamentos ou a busca de sócios investidores. Ou seja, está muito longe de ser uma bola de cristal, que apenas prevê o futuro. É, ao contrário, uma análise com base em dados concretos, que deve ser feita com seriedade e cautela. Ele traz informações estruturais, administrativas, financeiras, operacionais e de mercado – tudo que você precisa saber antes de abrir as portas.

Por onde começar?

A ideia do negócio é o ponto de partida para qualquer empreendimento. Mas apenas a ideia não é o suficiente para um bom planejamento.  É preciso pensar em quais serão seus principais produtos ou serviços, quem serão seus clientes, que lucro espera obter do negócio e em quanto tempo espera receber o retorno do investimento.

O primeiro passo do plano é identificar o que a empresa quer ser, que atividade quer desempenhar, quais são os perfis dos sócios, seu formato jurídico, seu enquadramento tributário e capital social a ser empregado. Em seguida, é preciso olhar em volta, checando possíveis fornecedores, analisando o mercado e os concorrentes e definindo o público-alvo, a partir do conhecimento de seus interesses e comportamentos. Cumprida esta etapa, hora de partir para uma análise mercadológica, descrevendo quais produtos ou serviços serão oferecidos, estipulando precificação, estratégias promocionais e estrutura de comercialização.

Mas não para por aí! Ainda é necessário fazer um plano operacional, prevendo o layout da empresa, a capacidade de produção e avaliando a necessidade de pessoal. E conferir os aspectos financeiros, como investimento, capital de giro, custos fixos e variáveis, ponto de equilíbrio, lucratividade, prazo de retorno do investimento, etc. Por fim, com tudo isso já mapeado, vale identificar quais os pontos fracos e fortes da empresa no ambiente interno e externo, a fim de torná-la mais competitiva.

Claro que um plano como esse não nasce da noite para o dia. Em geral, leva até três meses para ser concluído. Além de demorado, pode parecer muito trabalhoso, mas é um passo fundamental que pode ser cumprido com a ajuda de profissionais especializados, como nós da ProPAT.

Para começar a esboçar a ideia, a ProPAT preparou um template simples de modelo de negócio, para você baixar e começar a idealizar seu negócio. Clica neste link para ter a sua cópia.

Exemplo de Cliente

Recentemente, auxiliamos na elaboração do plano de negócios do Espaço Referência, escola de dança na zona sul do Rio de Janeiro. O documento deu a segurança necessária para que as sócias tirassem a ideia do papel e dessem vida ao empreendimento. A partir das nossas análises, o que era o sonho de duas bailarinas se transformou em uma empresa de verdade, que já atende seus primeiros alunos e segue firme no propósito de levar a dança a cada vez mais pessoas. Assista um pouco sobre essa experiência clicando aqui.

É importante ressaltar que o plano de negócios é usado para abrir um negócio e também para expandi-lo ou planejar seu crescimento. E será avaliado o crescimento futuro passando por todas as etapas do plano de negócios. O empreendedor deve pensar no plano de negócios como uma ferramenta que o auxiliará no processo de planejamento. Portanto, só há razão em planejar caso esteja claro aonde se quer chegar.

E você, que pensa em abrir uma empresa, já colocou suas ideias no papel? Você vai se surpreender o que, nós da ProPAT, podemos fazer por você nesse planejamento. Entre em contato conosco. Abra o seu negócio com a certeza de que ele é lucrativo.

Contato ProPat